26 maio 2016

PNCRC/Animal comprova que frango e ovos brasileiros não contém hormônios


A União Brasileira de Avicultura (UBABEF) comemorou os resultados do Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes para produtos de origem animal (PNCRC/Animal), divulgado no Diário Oficial da União pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que demonstraram a inexistência da utilização de hormônios na criação de frangos do Brasil.

p{Conforme o levantamento, foram realizadas 3,7 mil análises em aves voltadas para o consumo do mercado interno e para a exportação. Nenhuma das análises deu resultado positivo para betagonistas e substâncias de ação anabolizante, de uso proibido no país - como as demais análises realizadas em anos anteriores.

De acordo com o presidente executivo da UBABEF, Francisco Turra, o levantamento promovido pelo MAPA é o principal atestado sobre o elevado padrão produtivo da avicultura brasileira.

p{"Há tempos perdura no Brasil e em diversos países a mentira de que hormônios são utilizados na produção de frangos, uma forma desonesta de tentar afetar a imagem de um produto de alta qualidade e sanidade, obtido a partir de um processo de produção de excelência", destaca o presidente da UBABEF.

Segundo o diretor Técnico da UBABEF, Ariel Antônio Mendes, a eficiência da produção de frangos é baseada em três fatores: genética de ponta, ração balanceada e excelentes condições de criação.

"A seleção natural de características geneticamente favoráveis nas aves, a ração brasileira à base de milho e soja e a alta tecnologia empregada para a as condições ambientais dos galpões de criação é que, de fato, fazem a produção de carne de frango um processo rápido", destaca.

Infelizmente, conforme o diretor de Mercados da UBABEF, Ricardo Santin, ainda perdura na população o "mito dos hormônios".

p{"Uma pesquisa encomendada pela UBABEF a um instituto de referência, que tratou sobre hábitos de consumo do brasileiro, mostrou que 72% da população ainda acredita que hormônios sejam utilizados na criação de frangos. Por esse motivo, vamos promover uma campanha de massa para tentar reverter esse quadro, demonstrando que a carne de frango é saudável e segura para a dieta diária do brasileiro", ressalta Santin, lembrando que a mesma pesquisa apontou que o frango é consumido em 100% dos lares brasileiros.

Outro produto avícola, o ovo, foi alvo do PNCRC/Animal. Em nenhuma das análises foi encontrada qualquer irregularidade.

Além de aves e ovos, o PNCRC/Animal realizou 14.956 análises durante o ano de 2012 em carnes bovina, suína, equina, de aves e de avestruz, além de leite, mel, ovos e pescado. As análises objetivam verificar a eficácia dos autocontroles adotados pelo setor industrial de produtos de origem animal consumidos no Brasil e destinados à exportação.

Fonte: Avicultura Industrial