22 julho 2016

Luciana Scatena participa do Business Leadership Program, em Durham, nos EUA


Luciana Scatena participa do Business Leadership Program, em Durham, nos EUA

Luciana Scatena, gerente de Comunicação, Inteligência de Mercado e Estratégia, participou do Business Leadership Program (BLP), em Durham, na Carolina do Norte, USA. Ao lado de 35 outros líderes-chaves de todas as áreas da Merck (Saúde Humana, Saúde Animal e Pesquisa e Plantas), ela participou de atividades presenciais e à distância, treinamentos práticos e teóricos, e conta um pouco da experiência que vivenciou por lá.

 

- O que é o Business Leadership Program.

Luciana: O BPL tem como objetivo principal fazer com que cada participante entenda as estratégias da empresa para traduzi-las para o seu negócio, e assim promover a execução e implementação.

 

- Qual a importância desse treinamento para um líder da MSD Saúde Animal?

Luciana: Acredito que o treinamento seja importante por duas questões: a primeira se deve ao fato de termos a oportunidade de entender a visão geral da empresa e suas estratégias de forma mais abrangente e macro (da corporação como um todo). A segunda se deve ao ambiente criado, com discussões importantes sobre o negócio e troca de experiências riquíssimas. Além, é claro, da formação de uma rede de contatos que ultrapassa fronteiras geográficas e atuação profissional.

 

- Como o profissional que participa do BLP pode agregar experiência ao seu time?

Luciana: O curso favorece a conscientização e oferece ferramentas para trabalharmos em objetivos de curto prazo, sem perder de vista os objetivos de longo prazo, e que por sua vez alimentam os de curto prazo. Esse modelo, que cria um círculo virtuoso, permite o alcance do equilíbrio e foco para assegurar a implementação das estratégias da empresa. Com ele, é possível conciliar ações, objetivos e atividades, somando e não escolhendo entre um ou outro. Ainda, voltei com uma responsabilidade importante de mostrar para os colegas que, de alguma forma, estamos todos conectados e trabalhando para um objetivo maior, mesmo que cada um tenha um objetivo menor a curto prazo. É importante que haja senso de propósito em tudo que fazemos e, para isso, os líderes da organização têm papel fundamental em fortalecer a missão da MSD. Nossa missão deve ser vivida por todos, em todos os momentos do trabalho; assim, somando o trabalho de cada um, como grupo, teremos sucesso para entregar para a sociedade aquilo que definimos como objetivo maior.

 

- Como você pretende aplicar na prática o que aprendeu no treinamento?

Luciana: Durante o treinamento fizemos alguns exercícios de definição de estratégia a partir de cenários definidos. Achei essa atividade muito importante pois a definição das estratégias implica em fazer escolhas. Como estamos exatamente no processo de construção do Plano Estratégico de cinco anos, o aprendizado que tive seguramente irá nos ajudar nessa jornada na MSD Saúde Animal Brasil. Trago para cá o aprendizado de quem já trabalhou com esses modelos.

 

- Qual o principal aprendizado que fica desse treinamento?

Luciana: A Merck é uma empresa que efetivamente investe nos seus profissionais, e foi um privilégio fazer parte de um momento como esse. Trago a responsabilidade de compartilhar esses aprendizados para gerar ganhos para o Brasil. Lá eu pude perceber com mais clareza o tamanho e a complexidade de uma empresa como a Merck. Pude entender melhor as coisas que as pessoas no mundo inteiro estão fazendo para tornar a missão da empresa uma realidade. A partir dessa visão de grandeza, quando você volta para suas atividades, as coisas ganham outro sentido. Você percebe que também é uma peça importante para que esse todo chegue ao objetivo ao que se propôs. E quero mostrar para as pessoas que cada pedacinho é fundamental para essa máquina funcionar. E o que mais ficou claro para mim nesse treinamento é que você se realiza profissionalmente quando encontra o equilíbrio.