13 outubro 2015

Fish

Mercado de aquicultura é promissor e MSD Saúde Animal nomeia Diretor para área

Aumento do consumo de proteína animal faz companhia investir em mercado promissor

São Paulo, 13 de outubro de 2015 - Detentor de 8.000 quilômetros cúbicos de reservas de água doce e com um litoral de 7.400 quilômetros de extensão, o Brasil é considerado a bola da vez quando o assunto é aquicultura.

Hoje o país produz 700 mil toneladas de pescado. É o 12° produtor mundial em peixes, mas o Governo Federal, através do Ministério de Peca e Aquicultura, quer mais: investir 500 milhões de reais para otimizar a produção na costa marítima e também nas águas doces brasileiras.

Em 2014, o Brasil produziu aproximadamente 170.000 toneladas de tilápias. O polo produtivo do Rio São Francisco respondeu por aproximadamente 25.000 toneladas de tilápia deste total, ou seja, 15% da produção nacional.

Dados do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) apontam que a aquicultura no Brasil cresceu em um ritmo de 9% nos últimos seis anos. Apostando nesse crescimento, a MSD Saúde Animal promove Gubio Almeida, como Diretor de Unidade de Aquicultura.

“A empresa se dedica a melhorar a saúde dos animais, assegurando o abastecimento sustentável de alimentos de qualidade, protegendo a saúde publica e ajudando as pessoas e seus animais de estimação a desfrutarem de suas vidas juntos.”  Assumo essa posição comprometido com o desenvolvimento da aquicultura e o crescimento das operações comerciais da MSD Saúde Animal nesse mercado de grande potencial”, explica.

Carreira

Conhecido no mercado pelos 14 anos dedicados à saúde para animais mais saudáveis dentro da MSD Saúde Animal, Gubio Almeida, além de Diretor da Unidade de Aquicultura, continua como Diretor de Operações de Negócios da empresa, na função desde 2010. Formado em Economia, cursou Master em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e MBA Executivo Internacional pela Fundação Instituto de Administração (FIA) e está na companhia desde 2001.