17 agosto 2015

Cães

Alagoas tem ações que marcam a Semana Nacional de Combate e Controle à Leishmaniose

Iniciativa para conscientizar a população sobre a gravidade da doença e importância da prevenção será realizada, com o apoio da MSD Saúde Animal 
  
A leishmaniose visceral, também conhecida como calazar, é uma doença endêmica no Brasil, transmitida pela picada de um mosquito. A doença é incurável e pode matar o cão e colocar em risco a vida das pessoas que convivem com ele, e tem como principal método de controle a prevenção. Para fornecer informações sobre como cada cidadão pode ajudar a conter o avanço da doença, foi sancionada em 2012 uma Lei Federal que instituiu a Semana Nacional de Combate e Controle à Leishmaniose, celebrada anualmente na semana que incluir o dia 10 de agosto - este ano, aconteceu entre os dias 10 e 14. A MSD Saúde Animal, referência mundial no controle e na prevenção da leishmaniose visceral canina, apoia esta iniciativa e durante todo o mês de agosto realiza atividades de conscientização e alerta aos proprietários de cães sobre a importância da prevenção.
 
As ações esclarecem a população sobre o que é a leishmaniose, como ela é transmitida, seus sintomas e como prevenir que pessoas e animais sejam infectados, orientando a população sobre a importância em combatê-la.
 
Em Alagoas serão realizadas diversas atividades que marcam a Semana Nacional de Combate e Controle à Leishmaniose. Dia 18, na cidade de Marechal Deodoro, será apresentada a palestra “Leishmaniose e medidas de prevenção”, em parceria com a Faculdade de Medicina Veterinária do Centro Universitário Cesmac. Na mesma data, a Nutriagro realizará gratuitamente o encoleiramento de 200 animais da população com Scalibor®, a coleira recomendada mundialmente pelos principais especialistas para proteger os cães das picadas do mosquito transmissor da leishmaniose visceral, além de consultas veterinárias. Os interessados deverão comparecer ao local onde o evento será realizado levando seus cães.
 
Dias 21 e 23 de agosto, as ações serão em Maceió. Dia 21 será a vez da população da capital alagoana conferir a palestra “Leishmaniose e medidas de prevenção”, realizada em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses da cidade. E dia 23, o CCZ realizará uma feira de adoção de animais e a Nutriagro fará o encoleiramento de 30 cães que forem adotados. Os participantes do evento também receberão orientações de médicos veterinários sobre medidas de prevenção à doença.
A leishmaniose visceral mata mais do que a dengue. O último levantamento oficial do Ministério da Saúde, do ano de 2013, mostra que de 2010 a 2013, 928 pessoas morreram no Brasil vítimas de leishmaniose visceral, enquanto que 847 morreram por causa da dengue no mesmo período.
 
Conforme dados oficiais do Sistema de Notificação de Informação Compulsória de Agravos (Sinan) do Ministério da Saúde, no ano passado o estado de Alagoas apresentou 44 casos de leishmaniose visceral. Em 2015, já foram registrados 28 casos da doença. Os municípios com maior incidência são Palmeira dos Índios (quatro casos), Maceió e Minador do Negrão (três casos, cada), e Estrela de Alagoas, Marechal Deodoro, Piranhas e Senador Rui Palmeira (dois casos, cada). 
  
 
Números da leishmaniose visceral:
 
 
- É a segunda doença parasitária que mais mata no mundo;
- Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença registra anualmente 500 mil novos casos humanos no mundo com 59 mil óbitos;
- Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% das ocorrências;
- Na América Latina, ela já foi detectada em 12 países e destes, cerca de 90% dos casos acontecem no Brasil, onde, em média, 3.500 pessoas são infectadas e mais de 200 morrem anualmente;
- Pesquisadores estimam que nas áreas endêmicas, para cada humano doente, existam 200 cães infectados. 
  
 
Serviço: 
 
Palestra “Leishmaniose e medidas de prevenção” e encoleiramento de 200 cães
Data: 18 de agosto
Local: Cesmac - Rodovia AL 101 Sul, Marechal Deodoro
Horário: 10 horas palestra / 13h30 encoleiramento dos animais
 
Palestra “Leishmaniose e medidas de prevenção”
Data: 21 de agosto
Local: CCZ de Maceió - Cj Desmembramento Palmares, S/N – Cidade Universitária
Horário: 9 horas
 
Feira de adoção e encoleiramento de animais
Data: 23 de agosto
Local: Praia Ponta Verde - Av. Silvio Carlos Lunna Vianna, Ponta Verde
Horário: das 9 às 15 horas